“Esculhambou o Ministério do Trabalho”, por Herivelto Vela

Por Herivelto Vela*

 

Temer não tem o menor limite de bom senso. Em meio a tantas negociatas, golpes e malas de dinheiro, aceitou o pedido do pivô do mensalão Roberto Jefferson de indicar sua filha, a deputada Cristiane Brasil, para assumir uma pasta tão importante quanto o Ministério do Trabalho e Emprego.

Para Temer, o fato de Cristiane Brasil já ter sido condenada em ação trabalhista não é problema.

Ela submeteu um motorista a 15 horas de trabalho, sem carteira assinada. O pior, a multa, de R$ 60 mil, nem é ela que está pagando, mas uma assessora dela.

A deputada do PTB não só votou como fez campanha pelo impeachment de Dilma, depois votou a favor de Temer para congelar os gastos em saúde e educação por 20 anos, votou a favor da reforma trabalhista e votou contra a investigação de Temer.

Ela também apareceu no ano passado nas delações da Odebrecht. Ela  teria levado R$ 20 milhões para aderir à campanha de Aécio Neves. Mesmo assim, não foi aberta qualquer investigação.

A Justiça suspendeu a nomeação dela, por razões óbvias, e o Temer continua insistindo nisso, recorrendo da decisão. É mais uma conta que ele tem que pagar. Mas, na verdade, quem paga com tudo isso é o povo.

O Brasil está largado nas mãos desse golpista.

 

*Herivelto Vela é presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba