Trabalhadores da GV do Brasil conquistam convênio médico

Proposta é resultado da 1ª paralisação, feita em janeiro; adicional de periculosidade, equiparação salarial e plano odontológico também foram aprovados

Ao microfone, Vela coloca em assembleia proposta conquistada com a 1ª paralisação, em janeiro; adicional de periculosidade também foi conquistado

Ao microfone, Vela coloca em assembleia proposta conquistada com a 1ª paralisação, em janeiro; adicional de periculosidade também foi conquistado

Os trabalhadores da siderúrgica GV do Brasil, do grupo Simec, aprovaram em assembleia nessa terça-feira, dia 22, a implantação do convênio médico, além de outras melhorias.

A proposta é resultado da primeira paralisação na fábrica, feita em janeiro. Um comunicado de greve também havia sido aprovado.

O convênio médico para todos os 280 funcionários será o Saúde Bradesco, que terá vigência a partir de agosto. Outras melhorias aprovadas foram o plano odontológico, o pagamento de adicional de periculosidade para a área de lingotamento contínuo e também as correções necessárias para se ter a equiparação salarial.

O secretário geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT, Herivelto Moraes – Vela, parabenizou os trabalhadores pela unidade.

“Essa é a primeira de muitas conquistas que ainda virão na GV. Agora teremos dirigente sindical na fábrica, o Paceli Alves, eleito. Com certeza, a atuação do sindicato será mais forte para continuar avançando nossa pauta de reivindicações. Parabéns aos companheiros pela união no movimento”, disse.

2016_03_22 GV do Brasil.Assembleia que implantlou convenio médico_1236_1

O dirigente sindical eleito este mês - Paceli Alves

O dirigente sindical eleito este mês – Paceli Alves

2016_03_22 GV do Brasil.Assembleia que implantlou convenio médico_1278_1