Sindicato participa de oficina sobre democratização da comunicação

Elias Pereira, Claudia Albertina, Nilson Coutinho, Douglas Izzo e Hernani Lobato

Elias Pereira, Claudia Albertina, Nilson Coutinho, Douglas Izzo e Hernani Lobato

O Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT participou nessa quinta-feira, dia 3, de uma oficina sobre a democratização da comunicação, organizada pela subsede da CUT Vale do Paraíba.

O evento integra uma série de oficinas realizadas pela CUT São Paulo em todo o Estado para discutir o tema escolhido para o 1º de Maio – Dia do Trabalhador: “Comunicação – O Desafio do Século”.

A oficina foi realizada na sede do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté e contou com a participação de diversas categorias de sindicatos ligados à CUT.

O evento discutiu o novo marco regulatório para a democratização dos meios de comunicação no Brasil, o Marco Civil da Internet e as redes sociais, além das estratégias e experiências da área no movimento sindical. Os palestrantes foram o professor Denis de Oliveira, professor de comunicação da Universidade de São Paulo, e Alex Capuano, assessor de comunicação da CUT Nacional.

“O debate sobre a democratização dos meios de comunicação é uma pauta que atinge a todos os trabalhadores e trabalhadoras do país. Não é aceitável que 10 famílias controlem mais de 80% do que os brasileiros assistem, ouvem ou leem por meio da mídia”, defendeu Alex Capuano.

Nilson Coutinho, João Bosco, Benedito Irineu, Alex Capuano, Denis de Oliveira e Walmir Marques - Biro Biro

Nilson Coutinho, João Bosco, Benedito Irineu, Alex Capuano, Denis de Oliveira e Walmir Marques – Biro Biro

O Sindicato dos Metalúrgicos de Pinda esteve representado pelo secretário de Comunicação, Benedito Irineu, e pelo dirigente João Bosco da Silva.

Também estiveram presentes o vice-presidente da CUT-SP, Douglas Izzo, o coordenador da subsede da CUT no Vale do Paraíba, Nilson Coutinho, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté, Hernani Lobato, a secretária de Comunicação, Claudia Albertina, além do presidente do Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba, Elias Pereira.

As oficinas em outras regiões do Estado seguem até o dia 17 de abril.

Logo da campanha pelo Dia do Trabalhador deste ano (Arte Maria Dias - Secom-CUT/SP)

Logo da campanha pelo Dia do Trabalhador deste ano (Arte Maria Dias – Secom-CUT/SP)

 

Monopólio. Criar mecanismos para acabar com o monopólio da comunicação no Brasil e democratizar os meios de comunicação estiveram entre os principais temas debatidos.

Dados do estudo “Donos da Mídia” alertam para a forte concentração midiática. O Brasil tem 34 redes de TV e, destas, os cinco maiores conglomerados controlam, diretamente ou indiretamente, os principais veículos de comunicação do país. Há, ainda, 41 grupos com conjunto de empresas controlando mais de um veículo – são 551 ao todo.

A CUT e seus sindicatos filiados defendem a campanha pela regulamentação dos meios de comunicação no Brasil, de modo que proíba que grandes conglomerados detenham diversas empresas de mídia e, por outro lado, estimule sistemas alternativos de mídia e produtos midiáticos.

 

Com informações da CUT São Paulo e do Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté.