Nota de repúdio: Pinda perde representação na direção da CNM/CUT

Evento realizado em 2012, quando sindicato completou 25 anos de fundação, sempre filiado à CUT, com representação na FEM-CUT e na CNM/CUT

Evento realizado em 2012, quando sindicato completou 25 anos de fundação, sempre filiado à CUT, com representação na FEM-CUT e na CNM/CUT

O Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba emitiu nesta quinta-feira, dia 23, uma nota de repúdio contra a perda de representação da entidade na CNM/CUT (Confederação Nacional dos Metalúrgicos).

No dia 15 de abril, foi eleita a nova direção da entidade. Apesar de ter enviado dois representantes para o congresso, nem mesmo uma vaga na suplência do conselho fiscal ficou com Pindamonhangaba. A medida surpreendeu o sindicato, que decidiu emitir a nota de repúdio.

“Pinda é uma cidade industrial, o sindicato é filiado à CUT há 28 anos, desde sua fundação, e sempre teve representação na CNM. A nossa vaga foi para um sindicato que tem um ano de filiação. Registramos aqui nosso repúdio à essa exclusão, não apenas porque sempre tivemos essa vaga, mas pela nossa história de luta”, disse o presidente do sindicato, Renato Marcondes – Mamão.