Herynton Arruda, um grande companheiro

Uma singela homenagem do sindicato, da família e amigos

Herynton Arruda-A0022 - Cópia (2)

Nesta quinta-feira, dia 2 de junho, será realizada a Missa de Sétimo Dia pelo falecimento de Herynton Henrique da Conceição Arruda, às 19h30, na Paróquia São Vicente de Paulo, em Moreira César.

Herynton, também conhecido como “KLB”, era mecânico de manutenção na Novelis e foi vítima de um trágico acidente no dia 27 de maio, no momento que fazia testes na ponte rolante.

Na Novelis, Herynton tinha apenas dois meses, mas tinha já experiência em manutenção de pontes rolantes. Antes da Novelis, trabalhou cerca de um ano na Incomisa, após ter trabalhado por três anos na Gerdau.

Aos 30 anos, Herynton deixou esposa e duas filhas, uma de nove anos, e outra de dois. Para sua esposa Geisa Ferreira Arruda, Herynton foi um homem exemplar. “O melhor pai, sempre presente, dedicado, amável comigo e com as meninas. Tudo que ele fazia era pra nós, sempre pensando no coletivo, sempre. Ele tirava dele pra dar pra gente”, disse Geisa.

Heryton, com a esposa Geisa e as filhas, Letícia, de 9 anos, e Ana Clara, de 2, na festa de aniversário, em fevereiro (foto Arquivo da família)

Heryton, com a esposa Geisa e as filhas, Letícia, de 9 anos, e Ana Clara, de 2, na festa de aniversário, em fevereiro (foto Arquivo da família)

A notícia do falecimento de Herynton causou grande comoção no meio metalúrgico pelas amizades de Herynton e por seus familiares serem metalúrgicos.

Seu pai, Boanésio Arruda, aposentou pela Gerdau em 2015 na área da Aciaria, como mecânico de manutenção, na mesma área onde Herynton também trabalhou.

“O Herynton era fora de sério, um cara dez mesmo. Não é porque sou pai não, ele era muito bom no que fazia e tratava todo mundo bem. Recebia vários elogios, sempre tive muito orgulho. Ela era muito família e era meu amigo, meu braço direito”, disse Boanésio.

Jeverton, o irmão mais velho, também trabalha na Gerdau, entrou antes de Herynton e hoje está na área da FEP.

A direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT dá suas condolências e deseja muita força para a família e amigos neste difícil momento.

O Comitê Sindical da Novelis continua acompanhando as investigações do acidente.

Herynton, com o pai, Boanésio Arruda, e os irmãos Jeverton e Brendon, em uma formatura do Brendon (foto Arquivo da família)

Herynton, com o pai, Boanésio Arruda, e os irmãos Jeverton e Brendon, na formatura do Brendon (foto Arquivo da família)

Herynton Arruda2