Greve suspende demissões em massa na Tenaris Confab

Sindicato e empresa irão discutir um plano similar ao PDV; demissões irregulares foram revertidas

Assembleia aprovou fim da greve na manhã dessa terça-feira

Os trabalhadores da Tenaris Confab, de Pindamonhangaba, aprovaram nessa terça-feira, dia 21, o fim da greve após a empresa anunciar que irá suspender as demissões em massa na unidade Tubos, no bairro Cidade Nova.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, na noite de segunda-feira, a direção da empresa aceitou discutir uma alternativa para a mão de obra excedente de 200 trabalhadores.

De acordo com o presidente, Herivelto Vela, a medida que será construída é um Plano de Demissão Incentivada, similar ao PDV (Plano de Demissão Voluntária), mas que pode ter diferenças em itens como seguro desemprego, imposto de renda e plano de saúde.

“O fato da empresa suspender as demissões em massa que iriam ocorrer essa semana e voltar a negociar foi um alívio. A situação é delicada, um novo lay-off não será possível. Em novembro, nós já cobrávamos discutir também algum tipo de PDV e a empresa não aceitava. Em Pinda não há acordo nesses moldes, em Taubaté a gente sabe que existe, que eles construíram específico para a realidade de uma fábrica. Aqui na Confab, ainda vamos negociar todos esses detalhes, mas com certeza, foi um avanço”, disse.

Das 25 demissões ocorridas na sexta-feira, cinco delas o sindicato já recebeu a documentação e considera irregular, por se tratarem de funcionários lesionados, com estabilidade de emprego. Duas delas já foram revertidas, sobre as outras três a empresa irá fazer uma análise jurídica aprofundada. O sindicato ainda aguarda documentação de mais nove casos para analisar e discutir junto à empresa.

A Tenaris Confab emprega cerca de mil trabalhadores nessa unidade na fabricação de tubos de aço para o setor petrolífero.

Movimento teve apoio da CUT Vale do Paraíba, dos Metalúrgicos de Taubaté, de São Carlos, dos Condutores do Vale do Paraíba e dos Servidores de Pindamonhangaba