Greve conquista melhorias para os trabalhadores da construção civil na Novelis

Trabalhadores aprovam em assembleia proposta conquistada com a greve iniciada no dia 3

Trabalhadores aprovam em assembleia proposta conquistada com a greve iniciada no dia 3

Os trabalhadores da construção civil nas empresas J. Orion, Jal, Lennox e Eléctra, todas prestadoras de serviço na Novelis, aprovaram na manhã dessa segunda-feira, dia 7, uma nova proposta das empresas para atender a pauta de reivindicações da categoria.

Em greve desde a quinta-feira, dia 3, os cerca de 100 trabalhadores conseguiram avanços em vários itens, entre eles a correção dos percentuais de horas-extras, a oferta da ajuda de custo, do lanche da tarde, além do índice de aumento salarial com ganho real nos salários. A greve conquistou também um abono, que em outubro será paga uma antecipação de R$ 150, com o compromisso das empresas em continuar a negociação em janeiro de 2015, quando será fechado o valor global.

Ao microfone, o tesoureiro do sindicato da construção civil, José Laércio – Lagoinha

Ao microfone, o tesoureiro do sindicato da construção civil, José Laércio – Lagoinha

“No começo as empresas não queriam nem discutir, mas com a greve conseguimos mudar isso e os dias parados não serão descontados. Não saiu 100%, mas 99% do que a gente estava reivindicando a gente conseguiu. Parabéns aos trabalhadores”, disse o presidente do sindicato, Marco Antonio Ferreira, “Marquinhos”.

Ainda segundo Marquinhos, outro ponto positivo foi a inclusão dos trabalhadores da Eléctra nessa última rodada de negociação. Além dela, outras duas empresas terceiras da Novelis, que são recentes e por isso não receberam a pauta, também estarão em negociação com o sindicato para serem inclusas nesses acordos.

A greve dos trabalhadores da construção civil da Novelis também contou com apoio do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba e do Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba, ambos filiados à CUT, além da Feticom-SP (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado de São Paulo).

Ao microfone, o representante da Feticom-SP, Marcelo Rodolfo da Costa

Ao microfone, o representante da Feticom-SP, Marcelo Rodolfo da Costa

Galeria de fotos: