Assembleia na Tenaris Confab prorroga medidas para evitar demissões

580 funcionários estarão envolvidos nas medidas; acordo estipula garantia de emprego ou salário, mas situação ainda preocupa

Os trabalhadores da fábrica Tenaris Confab – Unidade Tubos, em Pindamonhangaba, aprovaram em assembleia na tarde dessa terça-feira, dia 15, um novo acordo prorrogando as medidas aplicadas para evitar demissões.

Desde julho, a maioria dos funcionários já estava com contratos de trabalho suspensos ou com redução de jornada e salário. O programa tem como base a lei 14.020 (antiga Medida Provisória 936), mas nos dois casos o acordo firmado com o sindicato garante que o funcionário receba ao menos 70% do salário.

O novo acordo vai durar quatro meses. Com ele, todos os trabalhadores terão garantia de emprego ou salário até o fim do ano.

As medidas irão envolver cerca de 580 funcionários. Quem estiver em alguma delas terá essa garantia estendida pelo mesmo período do programa.

Segundo o presidente da entidade, André Oliveira, a situação ainda é bastante preocupante.

“A empresa está operando com menos de 30% do efetivo e com uma jornada mínima. Ela sente a crise no setor do petróleo. Não tem previsão de novos pedidos. Para o sindicato cada emprego é importante e vamos fazer de tudo para manter o máximo de emprego que conseguirmos”, disse.

A empresa continua com benefícios suspensos, como o prêmio por tempo de serviço, mas vai manter o congelamento do desconto do convênio médico para quem estiver com contrato suspenso.

A Tenaris Confab Tubos fica no bairro Cidade Nova e atua na fabricação de tubos para extração de petróleo.