80% dos metalúrgicos do G8 em Pinda já têm 9,62% de reajuste

 

Novelis irá aplicar reajuste integral da inflação retroativo à data-base

Assembleia nessa segunda-feira aprovou o reajuste integral da inflação na Novelis

Assembleia nessa segunda-feira aprovou o reajuste integral da inflação na Novelis

Os trabalhadores da Novelis aprovaram nessa segunda-feira, dia 17, a proposta de aumento da Campanha Salarial, de 9,62%. Com esse resultado, mais de três mil metalúrgicos já têm o reajuste integral da inflação, o que equivale a cerca de 80% do número de trabalhadores nas fábricas que pertencem ao Grupo 8 (Trefilação, Laminação) na cidade.

De acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT, o G8 é o grupo que engloba a maioria das fábricas. Gerdau, Latasa e FortServ já aplicaram o reajuste da inflação. Na Novelis, o índice de 6% já foi aplicado em outubro e o restante será pago na próxima folha de pagamento, no dia 5 de novembro, retroativo à data-base, 1º de setembro.

Segundo o dirigente sindical na Novelis, Marcelo Bitencourt – Pepeo, a paralisação que ocorreu no final de setembro foi importante para alcançar esse resultado.

“A direção da Novelis sabe da mobilização do trabalhador. Isso faz toda a diferença. Esse reajuste também tem peso nas negociações do Grupo 8. Mostra que os patrões têm condição de pagar e contribui para pressionar as bancadas patronais a assinar a convenção coletiva com o reajuste da inflação”, disse Pepeo, que é membro da diretoria executiva da FEM-CUT/SP (Federação dos Sindicatos Metalúrgicos da CUT no Estado de São Paulo).

A Novelis emprega cerca de 1.200 trabalhadores na produção de chapas de alumínio.

Ao microfone, o secretário de Finanças do sindicato, Sérgio da Silva, que conduziu a assembleia

Ao microfone, o secretário de Finanças do sindicato, Sérgio da Silva, que conduziu a assembleia