Greve de 8 dias conquista proposta que vai injetar R$ 2 mi na economia de Pinda

Trabalhadores da Confab Equipamentos aprovam por unanimidade proposta que abrange também a Confab Tubos

Trabalhadores da Confab Equipamentos aprovam por unanimidade proposta que abrange também a Confab Tubos

A greve da Confab Equipamentos chegou ao fim nessa quarta-feira, dia 24. Os trabalhadores aprovaram por unanimidade a proposta conquistada com oito dias de greve e que vai injetar, sozinha, cerca de R$ 2 milhões na economia do município.

A categoria aprovou o abono salarial de R$ 1 mil, que abrange também os trabalhadores da Confab Tubos, a outra unidade da Tenaris Confab na cidade.

Somando as duas unidades, o valor injetado na economia do município é de cerca de R$ 2 milhões, que será pago no dia 3 de outubro. A proposta foi apresentada em audiência de conciliação entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT e a direção da Confab na Justiça do Trabalho nessa terça.

Sobre o aumento salarial, a empresa terá que repassar o valor integral do que for definido entre a FEM-CUT/SP e a bancada patronal. O índice da inflação fechou em 6,35% e a Federação continua em negociação pelo aumento real.

Segundo o presidente do sindicato, Renato Marcondes – Mamão, uma greve extensa como essa não ocorre há pelo menos duas décadas. “Ficará marcado na nossa história. Não iria ter valor nenhum. Esse abono a categoria arrancou na raça. Os trabalhadores estão de parabéns pela união”, disse.

Para o dirigente sindical Vicente Caetano – Serrinha a relação entre empresa e sindicato irá mudar. “Mais do que o abono, a categoria conquistou o respeito. Mesmo com todas as dificuldades, o trabalhador manteve a greve. Agradeço a toda a direção e aos sindicatos que deram apoio no movimento.”

Detalhes. Dos seis dias úteis parados, um já havia sido determinado pela Justiça do Trabalho que não seria descontado, três serão descontados em outubro, dezembro e janeiro, e dois serão compensados. Sobre o DSR (Descanso Semanal Remunerado), um será compensado e outro pago pela empresa. A uma hora de paralisação feita um dia antes da greve, no dia 15, também não será descontada.

O abono será pago a todos os trabalhadores horistas. Também receberão os que estiverem afastados pelos códigos do INSS B31 e B91 no período de setembro de 2012 a agosto de 2014.

O pagamento da segunda parcela da PR, de 0,20 salário, será mantida, com pagamento para o próximo dia 30.

Apoio. Participaram do movimento como apoio dirigentes dos sindicatos dos Condutores do Vale do Paraíba, da Construção Civil de São José dos Campos e Região, dos Metalúrgicos de Taubaté, da subsede da CUT na região, do Comitê dos Aposentados Metalúrgicos de Pinda e de Taubaté, dos Servidores de Aparecida, de Caçapava e de Cachoeira Paulista, dos sindicatos dos Papeleiros e também dos Vidreiros de Jacareí e integrantes do Movimento Sem Terra.

 

Comentários

  1. José disse:

    “Parabéns” sindicato forte
    É isso ai trabalhador não há vitoria e conquista sem luta.

  2. Gerson da Silva disse:

    parabéns a todos,sindicato forte ….junto com os trabalhadores principalmente em questão aos afastados do codigo b 31 que vão receber integral o abono ,sabemos que o codigo b31 é tabelado pelo inss e mesmo assim o sindicato garante o abono aos que estão afastado por doença ocupacional
    parabéns a todos Mamão ,Torto,Celinho,Tremémbe ” todos os envolvidos” por lembrar dos que estão afastados por problemas causados pela confab e estão no código B31 ….obrigados aos companheiros da Confab Equipamentos…..