Produção da Appiani Steel continua paralisada em protesto por rescisões

Mesmo com produção alta, empresa ainda não apresentou proposta concreta para regularizar pagamentos

A fábrica Appiani Steel, de Pindamonhangaba, continua com a produção paralisada nessa terça-feira, dia 19, e entrou no segundo dia de protesto pela falta de pagamento de rescisões trabalhistas e atrasos de salário.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, como não houve nenhum posicionamento da empresa, os trabalhadores decidiram fazer mais um dia de paralisação e foram embora, o que deve ocorrer também no turno da tarde.

Cerca de 350 ex-funcionários tem alguma pendência de rescisão, entre casos que aguardam resposta judicial e que a empresa não cumpriu acordo. Além dos atrasos de salário de quem está na ativa, 60 trabalhadores estão com duas férias vencidas.

A Appiani Steel, antiga Martifer, emprega atualmente cerca de 200 funcionários na fabricação de estruturas metálicas.