Xandão, metalúrgico da GV, morre em acidente de trânsito em Guará

Antes da GV, ele trabalhou na Laminação da Gerdau; aos 43 anos, deixa esposa e filha de 11 anos

Com 43 anos, Alexandre deixa esposa e uma filha de 11 anos (foto de arquivo de Rodrigo Santana, amigo de Alexandre)

Com 43 anos, Alexandre deixa esposa e uma filha de 11 anos (foto de arquivo de Rodrigo Santana, amigo de Alexandre)

Um metalúrgico da GV do Brasil faleceu em um acidente de moto na noite desse sábado, dia 24, em Guaratinguetá, quando voltada da fábrica.

Alexandre Luis dos Santos, o “Xandão”, tinha 43 anos e trabalhava na manutenção no setor de Laminação da fábrica.

Segundo informações do Jornal de Guará, ele colidiu contra um poste por volta das 23h45min, na avenida Santos Dumont, próximo à praça da Bandeira. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local e socorreu a vítima para o Pronto Socorro, mas devido à gravidade dos ferimentos veio a óbito.

Polícia investiga se Alexandre foi fechado por outro veículo (foto Jornal de Guará)

Polícia investiga se Alexandre foi fechado por outro veículo (foto Jornal de Guará)

Ainda segundo o jornal, não está descartada a hipótese do motociclista ter sido fechado por outro veículo, pois não havia marca de frenagem sobre o asfalto. A causa do acidente será investigada.

O dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, Paceli Alves, esteve no velório para conversar com a família e orientar sobre as questões legais do caso, que é classificado como acidente de trajeto.

Antes da GV, Alexandre trabalhou por mais de dez anos na Laminação da Gerdau, onde também foi cipeiro. Ele deixa esposa e uma filha de 11 anos.

A direção do sindicato presta suas condolências aos amigos e familiares e abre aqui o espaço para homenagens ao metalúrgico.

Fonte: Com informações do Jornal de Guará.