Trabalhadores da Martifer conquistam correção nos cargos

Trabalhadores aprovam proposta conquistada com dois dias de greve

Trabalhadores aprovam proposta conquistada com dois dias de greve

 

Após dois dias de greve, a direção da Martifer finalmente apresentou uma proposta que contempla o desejo da categoria com relação aos problemas nos cargos e salários. Os trabalhadores aprovaram por grande maioria em assembleia na manhã dessa quarta-feira, dia 6.

De acordo com o secretário geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT, Herivelto Moraes, o “Vela”, na última reunião a empresa mostrou uma listagem com a correção dos cargos e se comprometeu em fazer os ajustes nos salários até o dia 15 deste mês.

“Parabéns aos trabalhadores, que mantiveram a mobilização até o fim. Até conseguirmos uma medida concreta da empresa para corrigir os desvios de função. Está documentado, e se a empresa não cumprir o prometido ou se houver alguma retaliação, ela sabe que os trabalhadores estão mobilizados. Isso é o mais importante”, disse Vela.

O presidente do sindicato, Renato Marcondes, o “Mamão”, cita outras melhorias que também foram conquistadas na negociação. “Conseguimos 10% de redução no custo da alimentação, a implantação do transporte coletivo da empresa e também o compromisso da direção da Martifer em reavaliar o plano médico e fazer adequações nos banheiros e vestiários. Agradeço o empenho da direção do sindicato e principalmente aos trabalhadores pela confiança”, ressaltou Mamão.

A Martifer fica localizada na avenida Luiz Dumont Villares, no Distrito de Moreira César, e emprega cerca de 200 trabalhadores na construção de estruturas metálicas.

Direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Pinda-CUT esteve empenhada durante toda a greve

Direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Pinda-CUT esteve empenhada durante toda a greve