Trabalhadores da Martifer conquistam abono, aumentos de salário e programa de assiduidade

Categoria aprova em assembleia proposta que inclui o programa de assiduidade, inédito em Pinda

Categoria aprova em assembleia proposta que inclui o programa de assiduidade, inédito em Pinda

Os trabalhadores da Martifer aprovaram em assembleia nessa quarta-feira, dia 15, a proposta da Campanha Salarial deste ano.

Os trabalhadores receberão o abono, o reajuste da inflação retroativo à data-base, o índice de aumento real que for definido entre FEM-CUT/SP e a bancada patronal, um aumento adicional para determinadas funções e um programa de benefício por assiduidade, inédito em Pinda.

Segundo o secretário-geral Herivelto Moraes – Vela, a proposta alcançada mostra que as negociações entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT e a direção da Martifer têm avançado gradativamente. “Já tivemos duas greves aqui e depois disso temos conseguido avanços já na mesa de negociação. Além do abono conseguimos um reajuste no salário para cerca de 90 funcionários de determinadas funções e continuaremos cobrando melhorias na estrutura de cargos e salários”, disse.

Vela também comentou o programa de assiduidade que foi implantado. “O máximo que as empresa fazem normalmente é dar uma cesta básica. Aqui se o funcionário não tiver nenhuma falta no mês, ele vai receber R$ 150. Se for somar isso em um ano, são R$ 1.800 a mais para o trabalhador”, disse.

A Martifer emprega cerca de 500 trabalhadores na fabricação de estruturas metálicas.

Ao microfone, o secretário-geral, Herivelto - Vela

Ao microfone, o secretário-geral, Herivelto – Vela