Trabalhadores da Latasa reprovam proposta da empresa com redução de salário

Proposta foi apresentada depois de mobilização contra imposição da fábrica; negociação continua

Os trabalhadores da fábrica Latasa, de Pindamonhangaba, reprovaram em assembleia na quarta-feira, dia 20, uma proposta da empresa de redução de salário por causa da crise com a pandemia do Coronavírus.

No começo do mês, a empresa tentou impor aos trabalhadores, sem qualquer negociação com o sindicato, uma proposta de redução de salário sem redução de jornada, algo que não está previsto na Medida Provisória 936 e inclusive é inconstitucional.

Após atuação do sindicato e mobilização dos trabalhadores, a empresa recuou e iniciou a negociação. Segundo o vice-presidente da entidade, André Oliveira, a ação na fábrica é necessária devido à gravidade da situação.

“A pressão da empresa está muito forte, ela alega que unidades de outras cidades estão com baixa produção e precisa aplicar alguma medida, mas os trabalhadores entenderam que essa proposta de redução de salário ainda está muito ruim e reprovaram. Os trabalhadores estão unidos e assim o sindicato vai avançando na negociação, sempre com total transparência”, disse.

A Latasa atua no ramo do alumínio e emprega cerca de 270 funcionários em Pindamonhangaba.