Trabalhadores da Latasa ameaçam entrar em greve por PLR

Para trabalhadores, a proposta da empresa está bem abaixo do que foi produzido nos últimos 12 meses

Os trabalhadores da Latasa aprovaram nessa sexta-feira a entrega de um comunicado de greve por PLR (Participação nos Lucros e Resultados).

Nenhum trabalhador aprovou o valor proposto pela empresa, que está muito baixo para o tanto que os trabalhadores produziram nos últimos 12 meses, como explica o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, André Oliveira – Andrezão.

“Recebemos várias ligações de trabalhadores indignados com a proposta da empresa. Há tempos que a Latasa tem registrado produções altíssimas, a fábrica de arames está operando de domingo a domingo. Não tem lugar pra estocar material dentro da Latasa. Todo mundo vê o tanto que a empilhadeira atravessa essa rua com material, inclusive com condições precárias, o tanto de pressão que tem no setor de caldeiraria, e a empresa ainda fala que não está bom, que está produzindo pouco. É um absurdo”, disse Andrezão.

A proposta também não teve aprovação da comissão de PLR, que decidiu aguardar a decisão dos trabalhadores em assembleia.

A Latasa emprega 230 trabalhadores na reciclagem de alumínio nas unidades de Pindamonhangaba.