Trabalhadores da Gerdau fazem paralisação pela Campanha Salarial

Ato teve adesão total e reforçou luta pelo aumento real

Os trabalhadores da Gerdau de Pindamonhangaba fizeram uma paralisação nessa quarta-feira, dia 2, pela Campanha Salarial. O ato teve adesão total, inclusive das empresas terceirizadas.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, os representantes patronais não estão aceitando pagar nem o reajuste da inflação, calculada em 3,28% para a categoria.

De acordo com o presidente do sindicato, Herivelto Vela, as mobilizações devem ser intensificadas.

“Além de não aceitar repor a perda da inflação, os patrões estão insistindo no rebaixamento dos pisos salariais. Essa paralisação é importante para mostrar a unidade dos trabalhadores. Vamos continuar na luta pelo aumento real e para manter os direitos dos metalúrgicos”, disse Herivelto Vela.

Uma nova rodada de negociação entre a FEM-CUT/SP (Federação dos Metalúrgicos da CUT no Estado de São Paulo) e a bancada patronal que representa a Gerdau está agendada para essa quinta-feira.

A Gerdau atua no ramo do aço e a unidade de Pinda emprega cerca de 2.000 funcionários. A data-base da categoria foi dia 1º de setembro.

O ato teve apoio do Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba.