Trabalhadores da Gerdau elegem nova Cipa na Construção Mecânica

Maurício Beiçola foi o mais votado, com 73 votos

Nessa sexta-feira, dia 21, ocorreu a apuração da eleição da Cipa (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) na Gerdau no maior setor da fábrica, a Construção Mecânica. Foram eleitos 16 novos representantes.

Assim como na Usinagem, foram 2 dias de muito empenho da diretoria do sindicato pra fiscalizar o processo eleitoral, como afirma o vice-presidente do sindicato, André Oliveira.

“O sindicato fiscaliza pra garantir a transparência e para que essa ferramenta tão importante que é a Cipa realmente represente a vontade do trabalhador e tenha pessoas que vão atuar pela defesa da segurança no local de trabalho”, disse André.

Ele também comentou sobre a participação dos trabalhadores na eleição.

“A votação foi muito boa. Ao total agora na Construção Mecânica foram 966 votos. Entre brancos e nulos teve 13 votos apenas, o que não chega a 2%. Então praticamente não teve branco nem nulo. Isso mostra que o trabalhador está consciente da importância da Cipa”, disse.

O mais votado foi o Maurício Beiçola, pela segunda vez, assim como em 2018. Ele é da TMEC, das mesas de inspeção. Ele teve 73 votos. Depois da apuração, esteve na sede do sindicato para cumprimentar a direção.

Ao centro, Maurício Beiçola, o candidato mais votado, pela segunda vez

O sindicato parabeniza todos os eleitos e deseja uma boa gestão. Veja abaixo a relação completa: