Trabalhadores da Elfer conquistam aumento na PPR

Proposta foi alcançada após várias reuniões entre sindicato e empresa

Assembleia aprovou proposta com valor maior, de R$ 1.780

Assembleia aprovou proposta com valor maior, de R$ 1.780

Os trabalhadores da Elfer aprovaram na manhã dessa quarta-feira, dia 26, a proposta de PPR (Programa de Participação nos Resultados) alcançada após várias reuniões entre a empresa o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba.

Ao total, a PPR poderá chegar a R$ 1.780, valor 6% maior do que o ano passado. A primeira parcela, sem metas, de R$ 712, será paga no dia 20 de julho. A segunda parcela, com metas, será paga em fevereiro.

Para o dirigente sindical Anderson Lopes, a proposta foi positiva. “Ano passado foi possível manter o valor. Este ano conseguimos ter um aumento na PPR, o que já é uma vitória no cenário atual. As metas também foram muito discutidas, conseguimos negociar e em uma delas houve até redução. Quero parabenizar a comissão de PLR que foi atuante na negociação e os trabalhadores, que mantiveram a unidade até que conseguíssemos uma boa proposta”, disse.

Uma reivindicação do sindicato que também foi atendida é para que a regra de contagem da PPR não começasse a valer em janeiro, mas sim a partir de maio, depois da negociação das metas.

Durante a assembleia, os dirigentes sindicais reforçaram a convocação para a Greve Geral, que irá ocorrer na próxima sexta-feira, dia 28.

A Elfer emprega cerca de 90 funcionários na fabricação de peças de alumínio e prestação de serviços.

Ao microfone, o dirigente sindical Anderson Lopes

Ao microfone, o dirigente sindical Anderson Lopes