Trabalhadores da Elfer conquistam aumento na PLR

Mesmo com fábrica ainda em dificuldade, categoria conseguiu 5% de aumento, acompanhando a melhora na produção

Os trabalhadores da Elfer aprovaram por unanimidade em assembleia nessa terça-feira, dia 25, a proposta de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) com aumento de 5% em relação ao ano passado.

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, cada trabalhador poderá receber o total de R$ 2.079,00 se forem atingidas todas as metas. O valor é 5% maior do que os R$ 1.980,00 do ano passado.

De acordo com o dirigente Anderson Lopes, a primeira parcela, sem metas, será paga no dia 20 de julho, e a segunda em fevereiro de 2020.

“Ano passado o setor de serviços atingiu as metas. No setor de peças, que não atingiu, a gente conseguiu fazer um ajuste nas metas. Ainda há dificuldade no volume de produção, mas houve melhora em relação ao ano passado, e conseguimos que essa melhora também chegasse na PLR. Parabéns para a comissão de PLR que contribuiu na negociação e a todos os trabalhadores pela unidade”, disse Anderson.

Segundo o vice-presidente do sindicato, André Oliveira, a negociação sindical tem avançado na Elfer.

“Mesmo com dificuldade, o trabalhador tem conquistado. Tivemos empresas que deixaram de pagar PLR, mas aqui na Elfer foi mantido, com paralisação teve reajuste salarial, teve abono, teve a implantação do plano odontológico. O sindicato continua batendo firme na questão de cargos e salários também. O trabalhador está unido e isso faz toda a diferença”, disse Andrezão.

A Elfer emprega cerca de 80 trabalhadores na fabricação de peças de alumínio e prestação de serviços, no distrito do Feital, em Pindamonhangaba.