Trabalhadores da Confab aprovam proposta da Campanha Salarial no G2

Reajuste também vale para as fábricas Oversound e DBTec

Assembleia foi realizada na portaria da Tenaris Confab Tubos/Coating porque a fábrica engloba a maioria dos trabalhadores do Grupo 2 em Pinda

Assembleia foi realizada na portaria da Tenaris Confab Tubos/Coating porque a fábrica engloba a maioria dos trabalhadores do Grupo 2 em Pinda

Os trabalhadores da Tenaris Confab aprovaram nessa terça-feira, dia 18, a proposta da Campanha Salarial que contempla o índice inflação, calculado em 9,62%.

Os trabalhadores receberão no próximo dia 5 o reajuste de 6,62% nos salários, retroativo à data-base, 1º de setembro, e mais 3% em fevereiro. A proposta foi negociada pela FEM-CUT/SP (Federação dos Sindicatos Metalúrgicos da CUT no Estado de São Paulo) com a bancada patronal do Grupo 2 (Máquinas e Eletrônicos).

Segundo o secretário geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, Luciano da Silva, a proposta chega a ser um pouco melhor que a do ano passado.

“A segunda parcela será paga um mês antes do que a proposta do ano passado. A negociação com o Grupo 2 chegou na inflação, coisa que ainda não ocorreu no Grupo 8, mas nele também tivemos dificuldade. Novamente tentaram tirar a cláusula que garante o emprego ao portador de doença ocupacional, mas felizmente conseguimos manter os direitos e garantir a reposição da inflação”, disse Tremembé.

A proposta vale para todas as unidades da Tenaris em Pinda. O Grupo 2 também é composto pelas fábricas Oversound e DBTec. Nelas, o sindicato está negociando para que o reajuste também seja aplicado na próxima folha de pagamento.

A deliberação dessa proposta foi realizada na portaria da Tenaris Confab Tubos/Coating, porque a quantidade de trabalhadores representa a maioria do Grupo 2 na cidade.

Ao microfone, o secretário geral Luciano da Silva - Tremembé

Ao microfone, o secretário geral Luciano da Silva – Tremembé