Trabalhadores da Appiani aprovam proposta de pagamento do FGTS

Proposta não é o ideal, mas sindicato fez a sua parte e vai continuar na briga pelo direito dos trabalhadores

Os trabalhadores da Appiani Steel (antiga Martifer) aprovaram em assembleia na tarde dessa quarta-feira, dia 7, a proposta que a direção da empresa apresentou após comunicado de greve para pagar as dívidas de FGTS.

A empresa se comprometeu em iniciar os pagamentos de FGTS dos trabalhadores ativos em maio e terminar de regularizar até o final do ano.

Segundo o secretário geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba, Luciano da Silva – Tremembé, a proposta não é ideal, mas a pressão dos trabalhadores foi positiva.

“A assembleia decidiu, e por grande maioria, não fazer greve para cobrar um prazo mais curto. Sabemos também que houve pressão da chefia. Mas pelo menos agora temos uma data de referência. Vamos continuar a briga para conseguir regularizar essa situação”, disse.

A Appiani emprega cerca de 200 trabalhadores na fabricação de estruturas metálicas. A fábrica está em recuperação judicial desde o começo de 2016. No final do ano passado, o sindicato teve que realizar protestos contra atrasos de salário. Após isso, as últimas três datas de pagamento/vale foram pagas em dia.

A questão do FGTS dos trabalhadores demitidos ainda têm que ser discutida dentro do processo de Recuperação Judicial.