Trabalhadores aprovam banco de horas na DBTec

Medida evitará demissões na planta; os dirigentes Herivelto Vela e Ernesto conduziram (Crédito Divulgação)

Medida evitará demissões na planta; os dirigentes Herivelto Vela e Ernesto conduziram (Crédito Divulgação)

Os trabalhadores da DBTec aprovaram por unanimidade em assembleia no dia 27 de fevereiro a implantação da jornada com banco de horas.

A medida é uma alternativa apresentada pela empresa para evitar demissões na fábrica em função da baixa de pedidos.

De acordo com o dirigente sindical Ernesto de Souza, ao invés de dois anos, o acordo terá validade de apenas um. Há limites de horas trabalhadas por dia, pelo período todo de um ano e também um limite de horas intermediário, que quando é atingido a empresa tem que fazer um pagamento do excedente em hora-extra e depois volta a contar como banco de horas.