Trabalhadores administrativos da Gerdau aprovam compensação de hora-extra

Proposta de compensação de hora-extra foi aprovada por grande maioria em assembleia

Proposta de compensação de hora-extra foi aprovada por grande maioria em assembleia

Os trabalhadores do setor administrativo da Gerdau aprovaram em assembleia nessa quarta-feira, dia 28, a implantação da compensação de jornada extraordinária, o chamado banco de horas. O setor abrange cerca de 190 dos 2.200 funcionários.

A jornada com banco de horas para trabalhadores administrativos está prevista na Convenção Coletiva de Trabalho. A proposta discutida entre a direção da Gerdau e o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT determina limitações para o uso do sistema.

Segundo o presidente do sindicato, Renato Marcondes – “Mamão”, o modelo aprovado não elimina o pagamento de hora-extra. “Tem regras, parte da hora trabalhada ainda é paga e tem um teto pra esse banco. Mas ressalto, essa proposta é para o administrativo, para a realidade deles, e foi aprovada por grande maioria. Até agora, não houve nenhuma negociação sobre a produção”, disse Mamão.