Sindicato dos Metalúrgicos discute medidas do Coronavírus com fábricas de Pinda

Entidade discute liberação de funcionários do grupo de risco, férias coletivas, suspende aulas de informática e assembleias

O Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba tem discutido junto às fábricas da cidade sobre a medidas de prevenção ao Coronavírus Covid-19.

A entidade tem como base Nota Técnica Conjunta Nº 02/2020 do Ministério Público do Trabalho.

As maiores empresas como Gerdau, Novelis, Tenaris Confab, GV do Brasil, Bundy, Incomisa, Elfer, entre outras, já tomaram medidas ao longo dessa semana e ainda estão em processo de negociação com o sindicato.

As ações vão desde a oferta de materiais de higiene, mudanças na hora da refeição, com revezamentos para dar mais espaço entre os funcionários, a liberação de funcionários que fazem parte do grupo de risco, como idosos com mais de 60 anos, pessoas com doenças respiratórias, entre outros casos, até férias coletivas.

A liberações do grupo de risco têm ocorrido por meio home office (o trabalho remoto, feito em casa), licença-remunerada e férias individuais.

O Vale do Paraíba tem três casos confirmados da doença, sendo dois em São José dos Campos e um em Taubaté. Pindamonhangaba tem 28 casos suspeitos (informação atualizada até a tarde dessa quinta-feira).

O Sindicato dos Metalúrgicos também tomou medidas nas dependências da entidade. Desde segunda-feira, as aulas de informática estão suspensas. A assembleia na sede da entidade que daria início ao processo eleitoral também foi suspensa e a partir de segunda-feira não haverá mais funcionamento no Clube de Campo nem na Colônia de Férias. Também está suspenso o atendimento médico no sindicato.

Quem quiser fazer alguma reivindicação ou denúncia também pode ligar no telefone 3522-1142.