Sindicato ajuda projeto da escola Ismênia, um das 10 melhores do Estado

Jornal Ismênia News, produzido pelos alunos, é um dos vários projetos do modelo pedagógico da escola

Uma das turmas de 7º ano, que produzem o jornal como atividade interdisciplinar, em português, inglês e geografia

O Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba está apoiando um projeto da Escola Estadual Profª Ismênia Monteiro de Oliveira, que fica no bairro Andrade e está classificada entre as dez melhores do Estado de São Paulo.

O sindicato está contribuindo com a impressão do jornal Ismênia News, que é produzido pelos próprios alunos como parte do processo pedagógico. Ele é feito por alunos de 7º ano e trabalhado de forma interdisciplinar, nas aulas de Geografia, de Português e de Inglês, sob coordenação dos professores Rachel Moraes e Gilcinei Cândido.

A parceria com a escola vem de encontro ao projeto Sindicato Cidadão, que busca envolver o sindicato na comunidade, e a ideia partiu da Letícia, mãe da aluna Maria Clara, esposa de metalúrgico, que se interessou pelo projeto, viu a necessidade e buscou apoio no sindicato.

A coordenadora pedagógica Arlete Fernandes, a diretora Cristina Nogueira, a Letícia, mãe de aluna que buscou apoio do sindicato, e os professores Rachel Moraes e Gilcinei Cândido, que coordenam o projeto do jornal Ismênia News

De acordo com a coordenadora pedagógica, Arlete Fernandes, a ideia do jornal é fazer com que o aluno produza textos, produza trabalhos diversificados e possa publicar.

“Isso coloca o aluno como autor, como protagonista, que é um dos princípios que a gente trabalha aqui na escola, o protagonismo juvenil. É a voz do aluno, a opinião do aluno, aquilo que ele vê como significativo na escola. Essa orientação de estudos tem como objetivo promover a autonomia dos alunos. É o aprender a aprender”, disse.

Arlete também citou outras práticas da escola e como elas são articuladas dentro de um mesmo processo pedagógico.

“Temos as aulas de eletiva que são interdisciplinares também, promovem a diversificação do currículo, o enriquecimento do currículo. Temos as práticas experimentais, fazem muito sucesso também, onde o aluno vai colocar a mão na massa. Trabalhamos o pilar do aprender a ser, aprender a conviver. Então todos os princípios, as premissas são muito bem articulados. O modelo de gestão é muito articulado ao modelo pedagógico e tudo aqui é pra garantir o sucesso da aprendizagem dos alunos o sucesso do projeto de vida de cada um”, disse.