Por unanimidade, trabalhadores da Confab Equipamentos reprovam proposta e mantém greve

Trabalhadores reprovam proposta da empresa para pagamento do abono salarial; greve chegou ao quarto dia nessa sexta

Trabalhadores reprovam proposta da empresa para pagamento do abono salarial; greve chegou ao quarto dia nessa sexta

Os trabalhadores da Confab Equipamentos reprovaram a proposta da direção da empresa para o encerramento da greve que completou nessa sexta-feira, dia 19, seu quarto dia.

Depois de um dia inteiro de reunião nessa quinta, a empresa aceitou pagar um abono salarial de R$ 800, que foi rejeitado por unanimidade. Os trabalhadores foram embora e a direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT continuará 24 horas de plantão na portaria da fábrica para garantir a continuidade do movimento. Uma nova assembleia só será realizada na segunda-feira.

Com a permanência da greve, nessa quinta-feira a bancada patronal do Grupo 2 aceitou pagar o índice da inflação, de 6,35%. A FEM-CUT/SP continua reivindicando o aumento real de salário, que é pago todos os anos desde 2003.

O presidente do sindicato, Renato Marcondes – Mamão, parabenizou a unidade da categoria. “Ninguém aprovou a proposta da empresa. O trabalhador sabe o que acontece dentro da fábrica, sabe como está a produção e mostrou que está disposto a lutar pelo seu salário”, disse.

A Confab Equipamentos emprega cerca de 1.200 trabalhadores no distrito de Moreira César.