Negociações de abono dos metalúrgicos injetam R$ 3,8 milhões na economia de Pinda

Ação sindical garantiu empregos, direitos, reajuste, abono e também o 13º salário integral, todos com pagamento antes do Natal

As negociações do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba pela Campanha Salarial 2020 já garantiram a injeção de R$ 3,8 milhões na economia, conforme divulgado pela entidade nessa quarta-feira, dia 9.

O valor corresponde à soma dos acordos de abono salarial e não inclui o impacto dos reajustes salariais nem do pagamento do 13º salário.

O balanço com negociações em fábricas como a Gerdau, Tenaris Confab, GV do Brasil, Incomisa, Bundy Refrigeração, Elfer, Harsco, engloba mais de 4.500 funcionários. Em todas essas fábricas houve mobilização dos trabalhadores nos últimos meses.

O presidente do sindicato André Oliveira, relatou a dificuldade de negociação em ano de pandemia.

“O mundo inteiro falou de crise. A dificuldade é enorme, mesmo nas empresas com produção alta. Ainda temos negociações em andamento e sempre vamos em busca de uma proposta coerente. Conseguimos manter empregos no auge da pandemia, também o reajuste de salário, de 2,94%, algumas tiveram até aumento real, os direitos da categoria, e vários acordos de abono, todos com pagamento antes do Natal”, disse.

Ainda segundo ele, dois acordos tiveram um impacto importante. Cerca de 1.600 funcionários, das fábricas Gerdau e Tenaris Confab, tiveram suspensão de contrato ao longo do ano e teriam redução no pagamento do 13º salário. A negociação sindical garantiu o pagamento do 13º salário integral a esses trabalhadores.

“São muitas pessoas e o desconto seria muito alto. É mais uma conquista da categoria, que mesmo diante de todo esse cenário não deixou de reivindicar seus direitos. Parabéns”, disse Andrezão.