Negociação na Bontaz garante aumento real e direitos

Fábrica é de grupo que não tem mais negociação no patronal em SP

Assembleia que aprovou proposta

Assembleia que aprovou proposta

As trabalhadoras da Bontaz (maioria mulheres) aprovaram em assembleia nessa quarta-feira, dia 29, a proposta da Campanha Salarial.

Segundo o secretário geral do Sindicato dos Metalúrgicos, Luciano da Silva – Tremembé, elas irão receber o reajuste de 3,23% (1,73% de reajuste da inflação e 1,5% de aumento real, que será aplicado em janeiro, retroativo à data-base).

O acordo também garantiu a renovação da Convenção Coletiva com a inclusão da cláusula de Salvaguarda, que determina proteções contra a Reforma Trabalhista.

“A Bontaz é do Grupo 3, de autopeças, que não tem mais negociação mais em SP, não assinaram a convenção. Felizmente, conseguimos em negociação direta com a fábrica garantir todos os direitos dos trabalhadores e ainda um aumento real de salário. Parabéns a todos”, disse Tremembé.

A Bontaz emprega cerca de 30 funcionários na fábrica de autopeças.

João Reimberg, João Flauzino e Luciano Tremembé

João Reimberg, João Flauzino e Luciano Tremembé