Metalúrgicos de Pinda planejam ações para a nova gestão da entidade

Seminário de Planejamento vai intensificar formação dos sindicalistas e traçar as metas da entidade até 2020

Direção do sindicato, junto com funcionários, durante elaboração das metas da entidade

Direção do sindicato, junto com funcionários, durante elaboração das metas da entidade

Os dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT, juntamente com os funcionários da entidade, iniciaram nessa quinta-feira, dia 25, o Seminário de Planejamento, que segue até sábado.

GALERIA DE FOTOS

Durante três dias, o grupo irá participar de atividades de formação, palestras, debates e dinâmicas sobre a luta de classes, conjuntura política e os problemas enfrentados dentro das fábricas.

Ao microfone, o presidente Herivelto Vela, junto com membros da FEM-CUT e da CNM/CUT

Ao microfone, o presidente Herivelto Vela, junto com membros da FEM-CUT e da CNM/CUT

De acordo com o presidente do sindicato, Herivelto Moraes – Vela, o seminário também é importante para definir quais serão as metas da entidade para toda a gestão, até 2020.

“Toda ação que fazemos, inclusive as greves, segue um planejamento. Esse seminário é para pensar nas conquistas que queremos ter a longo prazo e isso também exige trabalho em grupo”, disse Vela.

O secretário de Formação da entidade, Marcos Prudente, ressaltou a importância do evento para fortalecer a unidade na direção, que conta com 53 sindicalistas. “É um momento tanto para novos sindicalistas, que são 12, quanto para os antigos. Com certeza, sairemos mais fortes desse seminário para fazer a luta sindical dentro da fábrica. Esse é o objetivo”, disse Prudente.

O secretário de Formação do sindicato, Marcos Prudente

O secretário de Formação do sindicato, Marcos Prudente

O planejamento também tem embasamento nos dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) sobre o perfil dos metalúrgicos de Pinda e é organizado em conjunto com a federação e a confederação de metalúrgicos da CUT – FEM-CUT/SP e CNM/CUT.

Nesses dois dias, não haverá expediente na sede e subsede do sindicato para que os funcionários da entidade também possam participar do seminário.

O seminário está sendo realizado dentro da Faculdade Anhanguera de Pinda, empresa conveniada com o sindicato, que cedeu sua estrutura para o evento.