Metalúrgico morre atropelado durante romaria a Aparecida

Carlos José Pereira, o "Negão", durante sorteio do 1º de Maio, na sede do Sindicato

Carlos José Pereira, o “Negão”, durante sorteio do 1º de Maio, na sede do Sindicato

O metalúrgico Carlos José Pereira, de 36 anos, conhecido como “Negão”, funcionário da Gerdau, faleceu às 4h desse domingo, dia 17. Ele foi atropelado na rodovia estadual SP-62 (Estrada Velha Rio-São Paulo), na altura da cidade de Roseira, enquanto fazia peregrinação a Aparecida para pagar promessa pela recuperação de seu filho.

A sogra dele, Ivete Conceição Simão dos Santos, de 57 anos, também faleceu. O cunhado e o sogro também estavam na caminhada, mas não foram atingidos.

A sogra de Carlos, D. Ivete, junto a esposa dele, Jackeline Santos (foto arquivo familiar)

A sogra de Carlos, D. Ivete, junto a esposa dele, Jackeline Santos (foto arquivo familiar)

Segundo informações que familiares passaram a diretores do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT, um motorista teria perdido o controle do carro em uma curva e invadido, não apenas o acostamento, como também o gramado onde o grupo caminhava. Ainda segundo familiares, o motorista, que também sofreu ferimentos, apresentava sinais de embriagues ao sair do carro, o que está sendo verificado pela perícia técnica.

Carlos José Pereira tinha 11 anos de empresa, atualmente era inspetor de qualidade no setor de Laminação e muito querido dentro da fábrica. Seu enterro ocorreu na manhã dessa segunda-feira, dia 18. Um ônibus da fábrica transportou os colegas de trabalho de seu setor até o enterro.

Poucas horas antes do acidente, o sindicalista Claudemir Gonçalves – Kal, estava conversando com Carlos no ônibus da fábrica. “Uma tragédia. Ele estava super empolgado pra fazer a caminhada, feliz pela recuperação do filho. Uma pessoa sempre alegre. De repente, a gente recebe uma notícia dessas. Que Deus conforte essa família”, disse Kal que também auxiliou a família no contato com a fábrica para acionar o plano funerário da empresa.

A direção do Sindicato estende suas condolências a todos os amigos e familiares das vítimas.

Carlos José junto a amigos e familiares durante comemoração pelo Dia do Trabalhador, no Grêmio da Gerdau

Carlos José junto a amigos e familiares durante comemoração do Sindicato pelo Dia do Trabalhador, no Grêmio da Gerdau