Grupo 8-2 realiza primeira rodada de negociação da Campanha Salarial

Último a participar das reuniões, grupo envolve fábricas como a Gerdau, GV do Brasil, Incomisa, Novametal, entre outras

Na última quinta-feira, dia 13, ocorreu a primeira reunião da FEM-CUT/SP (Federação dos Sindicatos Metalúrgicos da CUT no Estado de SP) com a bancada patronal do Grupo 8-2, que em Pinda envolve fábricas como a Gerdau, GV do Brasil, Incomisa, Novametal, entre outras.

Nilson Conceição, dirigente sindical na Gerdau e membro da FEM-CUT/SP, participou da reunião, que foi realizada por videoconferência.

De acordo com ele, o grupo era o único que ainda não havia participado de nenhuma reunião. Essa primeira foi para apresentar mais detalhadamente a pauta de reivindicações.

“A discussão sobre a renovação das cláusulas sociais avançou, mas assim como nos demais grupo, esse também apresentou uma resistência muito grande sobre a estabilidade de emprego ou outras medidas de preservação de emprego, que é a pauta central deste ano. A gente sabe que tem as negociações por fábrica, mas a luta da FEM é conseguir uma proteção ampla para a categoria”, disse.

O tema da Campanha Salarial este ano é “[email protected]! Tamo junto pela vida, emprego e renda”. Os eixos são: por melhores condições de saúde e segurança; por melhores condições sanitárias e de higiene; aumento salarial; pela manutenção de todos os direitos; pela nacionalização de componentes, máquinas e equipamentos.

Quer entender a divisão desses grupos na Campanha Salarial? Clique aqui e veja as convenções coletivas.

No canto direito superior, o presidente Luiz Carlos Dias – Luizão