Greve na Gerdau contribui para arrancar proposta da Harsco e da Minotauro

Assembleia com trabalhadores da Minotauro aprova proposta de 8% de aumento salarial

Assembleia com trabalhadores da Minotauro aprova proposta de 8% de aumento salarial

A greve da Gerdau também teve adesão dos trabalhadores da Harsco e da Minotauro, ambas empresas terceirizadas.

De acordo com o dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT, Valdir Augusto, a paralisação contribuiu para a conquista de propostas nestas empresas.

“Mesmo com 40 funcionários, conseguimos um abono de R$ 1 mil na Harsco. Na Minotauro, que tem 26 operários, o abono foi menor, mas conseguimos chegar em 8% de aumento salarial, que dá 1,55% de aumento real. Parabéns aos companheiros que aderiram em conjunto à greve e conquistaram essas propostas”, disse Valdir, que também é secretário de política sindical da entidade.

Ele também agradeceu a adesão dos trabalhadores de outras empresas e terceiras. “Todos os trabalhadores terceiros aderiram. O sindicato esteve junto com eles e intermediou a negociação dos dias parados para que ninguém fosse prejudicado. A participação deles foi importante para fortalecer o movimento”, disse Valdir.

A negociação ainda está em andamento na Tecpar, uma outra indústria que está instalada no mesmo complexo que a Gerdau.