Gerdau de Pinda continua em greve pela Campanha Salarial

O secretário geral, Herivelto – Vela, conversa com trabalhadores antes deles voltarem para suas casas; ao fundo, barraca onde os sindicalistas ficam acampados na portaria da fábrica

O secretário geral, Herivelto – Vela, conversa com trabalhadores antes deles voltarem para suas casas; ao fundo, barraca onde os sindicalistas ficam acampados na portaria da fábrica

A greve na Gerdau de Pinda pela Campanha Salarial entrou no segundo dia neste sábado, dia 4. Os trabalhadores já retornaram para suas casas.

Segundo o secretário geral do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT, Herivelto Moraes – Vela, a produção permanece paralisada. “Muitos trabalhadores nem vieram nos ônibus, pois sabiam que não havia nova proposta e quem veio já voltou pra casa. Isso mostra que o trabalhador está unido”, disse.

De acordo com o presidente, Renato Marcondes – Mamão, o diretor nacional da Gerdau já veio de outro estado até Pinda para negociar uma nova proposta.

Mesmo com as eleições de domingo, os dirigentes sindicais se revezarão para manter presença constante nas portarias da fábrica neste final de semana e uma nova assembleia só deve ocorrer na manhã de segunda-feira, dia 6.

A unidade emprega 2.200 trabalhadores na fabricação de laminados a aço.

Saiba mais

Gerdau de Pinda entra em greve nesta sexta-feira pela Campanha Salarial