FEM-CUT realizará Plenárias Regionais para debater Campanha Salarial

Dr. Oliveira, Biro e Paixão - crédito: Mídia Consulte

Dr. Oliveira, Biro e Paixão – crédito: Mídia Consulte

A Campanha Salarial dos metalúrgicos da CUT no Estado de São Paulo terá pauta “cheia” neste ano, ou seja, serão debatidas e renovadas as cláusulas sociais e econômicas com todos os sete grupos patronais. Com a finalidade de levantar sugestões e a inclusão de novos direitos, a FEM-CUT/SP realizará as Plenárias Regionais.

A realização das Plenárias que devem iniciar no mês de abril nos sindicatos filiados foi aprovada no Seminário de Planejamento da Direção da FEM, realizado na semana passada, na sede da entidade, em São Bernardo. A direção do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba esteve presente (veja fotos abaixo).

“Fizemos esta experiência em 2009 e os sindicatos filiados gostaram muito, por que tiveram a oportunidade de apresentar propostas e reivindicações que são oriundas das bases, que acabam enriquecendo a pauta geral que é entregue às bancadas patronais”, informa o presidente da Federação, Valmir Marques, (Biro Biro).

Biro também socializou que durante as Plenárias Regionais também serão definidas a data da Plenária Estatutária e o calendário de negociação com as bancadas patronais, que deve iniciar mais cedo. “Não existe Campanha fácil, todos os anos enfrentamentos muitas dificuldades, mas nós metalúrgicos somos um ramo que sabemos fazer a luta e o enfrentamento. Queremos nesta Campanha ampliar e avançar nos direitos sociais e econômicos. Não faltará organização e mobilização na nossa estratégia de Campanha”, destaca.

A Federação representa 250 mil metalúrgicos nos setores de Fundição, Estamparia, Montadoras, Grupos 2, 3, 8 e 10 em todo o Estado. A data-base é 1º de setembro.

 

foto.editada.Crédito Divulgação

Direção de Pinda junto a dirigentes de Sorocaba, Taubaté e Itu

 

Luciano da Silva, Tremembé, Secretário da Juventude da FEM.Crédito Mídia Consulte

Luciano da Silva, Tremembé, Secretário da Juventude da FEM.Crédito Mídia Consulte

Maior aumento real em 2012

Os 210 mil metalúrgicos na base da FEM em Campanha Salarial no ano de 2012 conquistaram o maior aumento real do País em 2012. Esta afirmação é da Subseção do Dieese na FEM-CUT/SP. Os metalúrgicos da CUT receberam 2,5% de aumento real (totalizando 8% = 5,39% de reposição da inflação, calculada pelo INPC do período da data-base e mais 2,5%). Já os metalúrgicos da base do Conlutas/Intersindical ganharam 2,19% e os da Força Sindical 1,9%.

 

Base FEM-CUT/SP

Estamparia

Fundição

Montadoras

Grupo 2 (máquinas e eletrônicos)

Grupo 3 (autopeças, forjaria, parafusos)

Grupo 8 (trefilação, laminação de metais ferrosos; refrigeração, equipamentos ferroviários, rodoviários entre outros)

Grupo 10 (reúne os sindicatos patronais dos setores de lâmpadas, equipamentos odontológicos, iluminação, material bélico entre outros).

Total: 250 mil metalúrgicos no Estado de SP

Data-base 1º de setembro

Com informações de Viviane Barbosa, editora do Portal FEM-CUT/SP