Em dia de protesto, vereadores de Pinda desistem da criação de novos cargos

PEC 55 também motivou protesto de grupo de esquerda de Pinda

Grupo protestou contra criação de cargos e contra a PEC 55, a PEC da Morte

Grupo protestou contra criação de cargos e contra a PEC 55, a PEC da Morte

Os vereadores da Câmara de Pindamonhangaba aprovaram nessa segunda-feira, dia 5, o arquivamento de um projeto de lei que criaria novos cargos para a nova legislatura, aumentando de 11 para 22 o número de assessores.

A criação dos cargos havia sido incluída na sessão anterior, sem estar prevista na Ordem do Dia, e aprovada. Nessa segunda, com protesto da população contra o aumento de gastos, os vereadores mudaram de ideia e arquivaram o projeto por unanimidade.

Além de uma convocação feita pela internet, incluindo solicitação de uso da tribuna livre, um grupo de esquerda também marcou presença na sessão com uma faixa “A Esquerda está aqui – unidade e organizada”. A faixa traz as logos da CUT, do PSOL, do PT e do jornal “O Puri”. Dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba e representantes do PSOL de São Luis do Paraitinga também estiveram presentes.

O grupo também protestou contra a PEC 55, também chamada de PEC da Morte ou PEC do Fim do Mundo, que irá congelar gastos públicos em áreas como saúde e educação pelos próximos 20 anos. A medida, que já foi aprovada pela Câmara dos Deputados como PEC 241, será votada pela segunda vez pelo Senado na próxima semana.

Fonte: Com informações do site www.paposemcensura.com.br

 

Entenda melhor a proposta de criação dos cargos em Pinda

Pinda: cada vereador poderá ter dois assessores