Cocepelco reabre fábrica de papel e restabelece empregos

Fábrica será modernizada e devolverá gradativamente o emprego direto e indireto para cerca de 1.200 pessoas (Crédito Odirley Pereira)

Fábrica será modernizada e devolverá gradativamente o emprego direto e indireto para cerca de 1.200 pessoas (Crédito Odirley Pereira)

Os membros da Cocepelco – Cooperativa de Trabalho em Celulose e Papel Coruputuba – reiniciaram as atividades na fábrica de papel Nobrecel em Pindamonhangaba na manhã do dia 25 de agosto.

O cronograma começou com reunião entre os coordenadores da Cooperativa e os trabalhadores iniciais, cerca de 100 pessoas. Na sequência houve inspeção técnica dos equipamentos que estavam em manutenção desde dezembro e início de ações fabris.

Trabalhadores acertam detalhes da energia da fábrica (Crédito Odirley Pereira)

Trabalhadores acertam detalhes da energia da fábrica (Crédito Odirley Pereira)

Para o coordenador de produção, Elson de Paula, os primeiros dias serão de ajustes. “Estamos nos acertos finais com os membros da equipe já devidamente realocamos em suas funções”. Segundo ele, após alimentação das máquinas com os insumos, a produção de papel será restabelecida. “Estamos ansiosos para apertar o ‘botão geral’ e colocar o parque produzindo papel. Será o mais rápido possível”.

Assinado dia 12 de agosto, o arrendamento passou a vigorar no dia 25 de agosto – um ano e 23 dias após o decreto de falência da antiga empresa responsável pela produção de papel. Sob administração da Cocepelco, além da produção de papel a4, tissue (guardanapo, toalha e lenços), a fábrica será modernizada e devolverá gradativamente o emprego direto e indireto para cerca de 1.200 pessoas.

Dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT tem acompanhado esse processo de organização dos trabalhadores para não deixar que a fábrica seja extinta e principalmente manter empregos em Pinda.Veja abaixo notícias anteriores sobre a Cocepelco:

Cooperativa Cocepelco recebe ajuda de Berzoini

Cocepelco assume direção da Nobrecel