Clube de Campo ainda está em obras

Reforma do deck da piscina está sendo maior que o esperado; ainda não tem previsão para reabertura do clube

Madeiramento antigo, da parte original do clube, será substituído por concreto (foto Gilson Leandro)

Madeiramento antigo, da parte original do clube, será substituído por concreto (foto Gilson Leandro)

A reforma do madeiramento do deck da piscina do Clube de Campo do Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT está sendo maior do que o esperado pela direção da entidade. Ainda não há previsão para sua reabertura.

De acordo com o secretário de Patrimônio, Gilson Leandro – Chupeta, ao retirar o madeiramento superficial do deck, foi descoberto que as vigas de sustentação, que tem 11 anos, também não estavam em perfeitas condições.

Segundo ele, a diretoria decidiu fazer a reforma com concreto ao invés da madeira, tanto nas vigas quando na borda da piscina. O restante do deck, que é de madeiramento mais novo, não será trocado.

“Esse que está sendo trocado foi o primeiro madeiramento do clube, bem antes da gestão do Romeu. Vai ficar um pouco mais caro refazer tudo com concreto, mas a durabilidade será muito maior. Alguns decks dos quiosques antigos já foram trocados. A gente pede um pouco mais de paciência aos sócios. Essas medidas são necessárias pra garantir a segurança dentro do clube”, disse Chupeta.

O Clube de Campo do sindicato tem uma área de 24 mil metros quadrados em meio à natureza no Ribeirão Grande, conta com piscinas adulto e infantil, sauna, dez quiosques, além de churrasqueiras ao ar livre e campo de futebol.

Expediente. Não haverá expediente na sede e subsede do sindicato nos dias 7, 8 e 9 de setembro em função dos feriados da Independência e de Nossa Senhora do Bom Sucesso.

Fundação das novas vigas de concreto que irão substituir o madeiramento (foto Gilson Leandro)

Fundação das novas vigas de concreto que irão substituir o madeiramento (foto Gilson Leandro)

Deck dos quiosques antigos já foram trocados (foto Gilson Leandro)

Deck dos quiosques antigos já foram trocados (foto Gilson Leandro)