Assembleia aprova abono e lay-off na Confab Tubos e Socotherm

Proposta foi aprovada por grande maioria dos trabalhadores horistas em assembleia na tarde dessa quarta-feira, dia 9

Proposta foi aprovada por grande maioria dos trabalhadores horistas em assembleia na tarde dessa quarta-feira, dia 9

Os trabalhadores da Confab Tubos, Socotherm e Exiros aprovaram em assembleia na tarde dessa quarta-feira, dia 9 de outubro, a proposta da Campanha Salarial 2013.

Além do aumento salarial de 8% e a diferença desse aumento retroativo à data-base (1º de setembro) a categoria conquistou o abono, mesmo com a situação financeira da empresa em dificuldade. O valor será pago no próximo dia 18.

A proposta é resultado de uma ampla discussão entre o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT e a direção da Confab, na busca de minimizar o impacto da baixa de pedidos aos trabalhadores. Nesse sentido dois programas foram aprovados em assembleia pela grande maioria da categoria (veja detalhes abaixo).

Ao microfone, o presidente do sindicato, Renato Marcondes, o "Mamão", junto a dirigentes sindicais da Confab, Socotherm e também de outras fábricas

Ao microfone, o presidente do sindicato, Renato Marcondes, o “Mamão”, junto a dirigentes sindicais da Confab, Socotherm e também de outras fábricas

O presidente do sindicato, Renato Marcondes, o “Mamão”, que é funcionário da Confab Tubos, parabenizou a categoria pela união na assembleia.

“É difícil negociar com a produção em baixa, mas com muita negociação conseguimos garantir o abono a todos os trabalhadores, inclusive para os funcionários afastados pelo B31 (código do INSS para auxílio doença), o que já é uma grande conquista em comparação ao ano passado, e o lay-off que vai evitar que mais demissões ocorram na planta. Parabéns aos companheiros pela união na assembleia”, disse Mamão.

 

O acordo

Os horistas aprovaram o lay-off, que é a suspensão do contrato de trabalho. Nessa medida, os trabalhadores irão receber uma bolsa qualificação do Governo Federal, com verba do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), e a empresa irá completar esse valor até o salário nominal do funcionário e pagar um curso de especialização. Todos os trabalhadores terão estabilidade de emprego nesse período e os que fizerem parte do programa ainda terão dois meses depois que terminar o lay-off.

Trabalhadores mensalistas também aprovaram a proposta em assembleia na saída do turno, logo após os horistas; sindicato dos metalúrgicos representa todos os trabalhadores e não faz nenhuma discriminação entre horistas e mensalistas

Trabalhadores mensalistas também aprovaram a proposta em assembleia na saída do turno, logo após os horistas; sindicato dos metalúrgicos representa todos os trabalhadores e não faz nenhuma discriminação entre horistas e mensalistas

Os mensalistas aprovaram a redução da jornada com redução de salários. Os trabalhadores irão folgar dois dias por mês, com redução proporcional nos salários. Férias e 13º não serão afetados.

Os acordos têm prazo de cinco meses, podendo ser prorrogados ou terminar antes, conforme a produção retome as atividades normais, assim como já ocorreu na própria Confab Tubos em 2010.

09.10.13 Campanha Salarial.Confab Tubos.Assembleia que aprovou abono e lay-off_6181