Após paralisação, Bundy abre negociação da campanha salarial

Trabalhadores da Bundy aprovam entrega do comunicado de greve para pressionar a direção da empresa a abrir negociação com o Sindicato (Crédito Benedito Irineu)

Trabalhadores da Bundy aprovam entrega do comunicado de greve para pressionar a direção da empresa a abrir negociação com o Sindicato (Crédito Benedito Irineu)

Após uma hora e meia de paralisação dos trabalhadores, a direção da Bundy abriu negociação sobre a Campanha Salarial com o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT.

O protesto ocorreu na manhã de sábado, dia 28, após várias tentativas do sindicato em negociar com a direção da empresa. Em reunião marcada na sede da entidade, o representante da direção da Bundy simplesmente não apareceu.

Com a categoria paralisada em frente à fábrica, o diretor da empresa foi até a fábrica e se comprometeu em mudar a postura de negociação.

Mesmo assim, a categoria já aprovou em assembleia a entrega do comunicado de greve para pressionar o patrão a respeitar a categoria. O documento será protocolado na segunda-feira, e se não houver avanço, uma greve poderá ser realizada a partir de quarta-feira.

Segundo o Comitê Sindical da Bundy, os trabalhadores estão mobilizados e dispostos a cruzar os braços para conquistar uma boa proposta nesta campanha salarial.