Após greve dos cozinheiros, reunião entre Sindicato e Confab avança

Na tarde dessa terça-feira, dia 10, o Sindicato dos Metalúrgicos de Pindamonhangaba-CUT esteve novamente reunido com a direção da Tenaris Confab para discutir a situação de 30 trabalhadores do refeitório da fábrica, que será terceirizado. A medida envolve tanto a Confab Tubos quanto a Confab Equipamentos.

A reivindicação do sindicato é para que eles sejam realocados em outros setores. Após um dia de greve desses funcionários, que ocorreu no dia 9, a direção da Confab se comprometeu em não demitir 70% deles.

Segundo o dirigente sindical Luciano da Silva – Tremembé, uma nova reunião foi agendada para o dia 20 para discutir a situação dos demais.

“Conseguimos avançar. Enquanto isso, já estamos vendo com esses 30 funcionários para atualizarem o currículo, pedindo para que a empresa forneça curso de especialização aos que precisarem. Mas mantemos nossa posição, se não houver consenso, uma paralisação no setor de produção ainda pode ocorrer”, disse.

O presidente do sindicato, Renato Mamão, afirmou que a qualidade da comida também está em questão. “A empresa está dizendo que o padrão da refeição continuará o mesmo. Não foi o que vimos quando a Gerdau terceirizou o restaurante. Se a comida piorar, os trabalhadores vão protestar”, disse.