Acordo na Novelis garante empregos e PLR, que vai injetar R$ 8,5 milhões na economia

Fábrica dará férias para 200 funcionários e fará pagamento integral da PLR, com índice recorde

Nessa segunda-feira, dia 4, a fábrica Novelis, em Pindamonhangaba, iniciou medidas negociadas com o Sindicato dos Metalúrgicos para preservar empregos. Férias coletivas serão aplicadas, mas nenhuma medida de redução de salário e a PLR (Participação nos Lucros e Resultados) será paga de forma integral, o que irá injetar cerca de R$ 8,5 milhões na economia.

A reunião de negociação ocorreu no dia 27 de abril, na fábrica, respeitando as medidas de prevenção ao Coronavírus-Covid 19.

A empresa vai reduzir um turno de trabalho. Para isso fará adequações na escala de folga, mas sem prejuízo para os trabalhadores. Nessa segunda-feira começou a liberação de férias para um grupo com cerca de 200 funcionários. Conforme permite a Medida Provisória 927/2020, o pagamento de um terço de férias será adiado para o final do ano.

Nesta terça-feira, dia 5, será paga a segunda parcela da PLR 2019, que pela primeira vez atingiu 100% das metas e no total alcançou o índice recorde de 2,68 salários, com a produção realizada ao longo de um ano. O valor é composto de um “plus” por alcance de meta, estabelecido em acordo com o sindicato, assim como um piso que eleva os menores salários na contagem da PLR.

Foto de arquivo. O presidente Herivelto Vela durante uma das mobilizações na portaria da Novelis

Segundo o presidente do sindicato, Herivelto Vela, a Novelis vive uma situação diferente de muitas fábricas.

“A Novelis continuou produzindo por ser atividade essencial, fez os cuidados internos de prevenção ao vírus. Ela tem demanda, não vai precisar reduzir salário, vai manter a PLR, mas agora também está sentindo impacto da crise. Foi uma reunião difícil, o sindicato insistiu na questão do emprego e conseguimos esse compromisso de não ter grande volume de demissões”, disse Vela.

Foto de arquivo – Sérgio da Silva – dirigente sindical na Novelis

Para o dirigente sindical da Novelis Sérgio da Silva, o pagamento da PLR é resultado de um trabalho longo e constante.

“Foram muitas reuniões ao longo de um ano, sindicato junto com comissão de PLR, discutindo metas, valores, e sempre buscando favorecer todos os trabalhadores. O “plus” do acordo é pago tanto para horistas quanto mensalistas e mais uma ano a gente vê a importância do piso da PLR, que engloba muitos trabalhadores. Somando com a primeira parcela, o menor salário vai receber R$ 8.800”, disse.

A Novelis atua no ramo do alumínio e emprega atualmente 1.300 trabalhadores.