206 mil metalúrgicos da CUT estão em Campanha Salarial

 

Mais de mil pessoas participaram do tradicional ato público na av. Paulista do lançamento da Campanha Salarial dos metalúrgicos da CUT

Mais de mil pessoas participaram do tradicional ato público na av. Paulista do lançamento da Campanha Salarial dos metalúrgicos da CUT

 

206 mil metalúrgicos da CUT em São Paulo estão em Campanha Salarial.

O tradicional ato de lançamento da campanha ocorreu no dia 4 de julho, em frente ao prédio da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), na Avenida Paulista, em SP.

O ato, que também protestou contra o projeto de lei 4.330/2004 (que trata da terceirização), reuniu mais de mil pessoas. Metalúrgicos de Pinda participaram da manifestação.

 

Metalúrgicos de Pinda participam da entrega da pauta da Campanha Salarial, em frente ao prédio da Fiesp, na avenida Paulista, em São Paulo

Metalúrgicos de Pinda participam da entrega da pauta da Campanha Salarial, em frente ao prédio da Fiesp, na avenida Paulista, em São Paulo

 

Primeiro, os manifestantes se concentraram no vão livre do MASP (Museu de Arte de São Paulo) e realizaram uma pequena passeata até a sede da Fiesp.

Lá, a direção da FEM-CUT/SP entregou a pauta de reivindicações da categoria aos representantes dos seis grupos patronais com os quais a entidade negocia.

A data-base da categoria é 1º de setembro e estão em Campanha Salarial 206 mil trabalhadores no Estado.

As negociações deverão iniciar no final deste mês.

 

 

Palavra do Presidente

 

Presidente Renato Mamão discursa durante entrega da pauta da Campanha Salarial

Presidente Renato Mamão discursa durante entrega da pauta da Campanha Salarial

 

Agora é oficial companheiros e companheiras, já começou a Campanha Salarial, o momento mais importante para os trabalhadores.

Essa é a hora do trabalhador mostrar para os patrões que aqui tem metalúrgico mobilizado e que sabe muito bem o valor do seu trabalho.

No dia 1º de julho o Sindicato completou 26 anos de atividade e esta direção sindical completou seu primeiro ano, o primeiro ano sob o sistema de Comitês Sindicais por Empresa.

O número de diregentes aumentou e as demandas de reivindicações também aumentaram.

É sinal de que estamos no caminho certo naquilo que buscamos a todo momento, que é estar mais próximo do trabalhador.

Quero parabenizar e agradecer a toda a minha direção pelo companheirismo nesse um ano de mandato. E quero agradecer também a cada metalúrgico que confia neste sindicato e participa das mobilizações da categoria.